Bolsas De Estudo No Exterior - Informações, Oportunidades E Sugestões

Até outro dia ela era a moça deslumbrante que aparecia vez ou outra pela novela “Viver a Vida”, de Manoel Carlos. “Você não é aquela que mora em Búzios? ”, costumavam se dizer a ela pelas ruas do Rio, onde mora. O tempo passou e a jovem atriz teve a chance de falar qualquer coisa mais na trama. O figurino foi diminuindo à proporção que tuas falas aumentavam, quase a toda a hora dirigidas pra sedução dos personagens de Mario José Paz, o Maradona, e de José Mayer, o conquistador Marcos.

Nanda Costa agarrou a oportunidade e descreveu que tem talento ao começar a incendiar a trama com as armações de Soraia, sua protagonista. Aos 23 anos, a atriz está somente em sua segunda novela (a primeira foi “Cobras & Lagartos”, assim como na Globo) e vem colhendo os louros de um ótimo início de carreira. Entre um serviço e outro, ela fez o filme “Sonhos Roubados”, de Sandra Werneck, no qual vive Jéssica, mãe jovem miserável que se prostitui para sobreviver. O papel lhe rendeu o prêmio de Melhor Atriz no Festival do Rio 2009 e deu à atriz a chance de que precisava.

Advertisement
  • Érika Pacheco, aluna do Concurso Virtual zoom_out_map
  • Tenha um canto de estudos
  • Curso de Noções Básicas de Mecânica Automotiva
  • Frequentar cursinhos,
  • 7 EXECUÇÃO DAS MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS
  • Treinamento em recursos informacionais

“Tomei cuidado pra não ser uma garota estereotipada. Eu me despi de vaidade, usei calça da Gang apertadinha, coloquei piercing no umbigo, projetei a barriga para frente. Fiz o papel de coração aberto, como a toda a hora me proponho a fazer por todo serviço e fiquei muito feliz com o resultado”, conta Nanda.

A atriz viveu diversos desafios pessoais para que o sonho profissional se tornasse realidade. Saiu de residência aos quatrorze anos e foi morar em São Paulo com uma tia, que morreu em acontecimento de carro aos 27 anos. Decidida a continuar, foi pra um pensionato de freiras, enquanto fazia o curso de teatro do diretor Wolf Maya. Foi ele quem lhe deu a primeira chance.

E prontamente ela prova, como mostra em entrevista exclusiva ao iG Gente, que apesar de o trajeto tenha sido trabalhoso, realmente compensa persistir. G: Como você se descobriu atriz? Nanda: Minha mãe era dona de restaurante em Paraty (RJ) e eu vivia conversando com os turistas, a todo o momento fui descontraída. Sines Do Estado Oferecem sessenta e sete Vagas De Emprego Nessa Segunda-feira (13) do restaurante tinha um espaço onde eu organizava teatrinhos para a família e cobrava ingressos (risos). Eles achavam que era sonho de menina, entretanto aos quatrorze anos eu parti para tornar esse sonho real. Agências Do Sine Anunciam Mais De 140 Vagas Pra Próxima Segunda-feira No Estado /p>

Advertisement

G: O que aconteceu? Primeira-dama De Caxias é Nomeada Em Concurso Público Como Fonoaudióloga : Meu sonho era ir para o Rio, todavia eu tinha uma tia que morava em São Paulo e fui para lá. Sou determinada. Entendo que era muito cedo pra sair de dentro de casa, mas eu prontamente estava desejando fazer alguma coisa com tudo o que sentia. Só que pouco depois que cheguei, minha tia morreu em um acontecimento de carro. Fiquei desestruturada, no entanto como tinha bolsa no curso do Wolf Maya, resolvi enfrentar o estímulo.

Fui morar em um pensionato de freiras, alguma coisa radical, chorei algumas vezes, entretanto isto não me paralisou. É necessário ficar mais robusto para saber se colocar e poder se proteger. A toda a hora procuro dominar as coisas com o meu interesse. G: E como você chegou à Tv? Nanda: O Wolf estava selecionando alunos do curso pra fazer um piloto de um projeto. Fiz uma cena com muita emoção, ainda mais por tudo o que estava vivendo, todavia que ele viu esperança nos meus olhos.

Advertisement

O projeto não foi para frente, entretanto ao escalar o elenco para “Cobras & Lagartos”, Proposta De Mestrado A Distância Em Gestão Pública lembrou de mim. Depois fiz interpretei Dolores Duran no programa “Por Toda a Minha Vida”. Maneco e (o diretor) Jayme Monjardim me chamaram para “Viver a Vida” devido a nesse trabalho. G: E como você está reagindo ao sucesso e ao assédio?

Share This Story

Get our newsletter